Solução ou Problema – Qual a sua praia?

Solução ou Problema – Qual a sua praia?

Costumo dizer que temos duas verdades inoxidáveis na vida – a primeira é que, até o momento, não ficaremos para semente e a segunda, unanimidade no universo corporativo, é de que precisamos ser a solução e não o problema!

Ah, mas isto é óbvio! Claro que precisamos de soluções, certo?!?!

Na teoria parece que sim, mas quando visitamos as Empresas notamos um número assustador de pessoas imersas no que chamamos de Processo de Vitimização.

A vitimização pode estar presente em todos os segmentos da vida e o interessante é que a pessoa que a utiliza nem sempre tem noção do quanto lhe é prejudicial e a todos no entorno.  Trata-se de um processo que conduz à baixa estima, insegurança acentuada na tomada de decisões e, principalmente, a responsabilizar, inteiramente, o meio externo pelos eventuais fracassos da vida  – pessoais, profissionais e afetivos.

A pessoa em questão tem grandes dificuldades em reconhecer a sua responsabilidade nos desdobramentos de suas ações, o que a mantém na defensiva, culpando os outros pelas inúmeras frustrações.

Alguém aí se identificou?

Certamente que sim porque somos seres humanos, falíveis, e que, por mais seguros e autoconfiantes que sejamos, em algum momento da vida nos fragilizaremos, precisaremos de cuidados e claro, assumir nossas deficiências não é lá tão agradável – mas acredite, saudavelmente necessário.

A questão é o quanto utilizamos do livre-arbítrio para escolher  – sim, eu disse escolher –  fazer parte da Solução construtiva em qualquer área da vida!  Você já parou para pensar que quando concentra a sua atenção em algo ou alguém, a energia direcionada a este foco se amplifica?  Pois é! Então por que insistimos em amplificar os problemas ao invés de focar nas soluções? Existem vários fatores envolvidos, mas é fato que o hábito diário do pessimismo, das reclamações, dos julgamentos severos e constantes, da intolerância é um solo fértil para permanecermos no vitimísmo e perdermos a grande alavanca para transformar competência em resultados a curto, médio e longo prazo – o autoconhecimento.

Dizem que o hábito faz a excelência então, que tal inserirmos alguns à nossa rotina para rompermos com a vitimização e tranformá-la em proatividade?

  • Seja protagonista da sua vida – ela é preciosa, assuma o leme com coragem, foco e determinação;
  • Substitua a palavra Problema por Desafio – tente e verá que até o seu corpo assume nova postura;
  • Você, que está lendo este artigo, sobreviveu 365 dias este ano, multiplicando pela sua idade – ora veja, temos um(a) vencedor(a) aqui, certo? Então “STOP mimimi”;
  • Todo desafio traz em si mesmo a solução – aprenda a ouvir a sua intuição e utilizar o arquivo pessoal de experiências passadas.
  • Você precisa ganhar o Mundo, certo? Pode ser mas, até para isso, precisará de um tempo para definir as estratégias – relaxe!

E por fim, parafraseando o atemporal Mahatma Gandhi, seja você a Solução que quer ver no mundo e rompa com suas Crenças Limitantes!

Crenças limitantes? Sim, mas isso á assunto para o próximo artigo!

Seja feliz!

 

Danih Farah

Psicóloga, especialista em Administração com foco em Gestão de Conflitos.
Life Coach – Membro da Sociedade Latino Americana de Coaching e Arteterapeuta.
Consultora de Empresas na área de Treinamento e Desenvolvimento. Palestrante.

 

 

 

 

 

Deixe um Comentário